Se o inferno existisse Reviewed by Momizat on . Não acredito em céu e inferno. Só que tem dias que eu queria muito acreditar que o inferno existisse, só para ter certeza que algumas pessoas penariam por lá pe Não acredito em céu e inferno. Só que tem dias que eu queria muito acreditar que o inferno existisse, só para ter certeza que algumas pessoas penariam por lá pe Rating:
Você está aqui:Home » Cotidiano » Se o inferno existisse

Se o inferno existisse

fiat-infernoNão acredito em céu e inferno. Só que tem dias que eu queria muito acreditar que o inferno existisse, só para ter certeza que algumas pessoas penariam por lá pela eternidade.

Não tenho o menor intuito moral de sair por aí dizendo quem presta e quem não presta. Cada um que viva sua vida. Talvez um ou outro político… ;) Só que tem certos tipos que me tiram do sério, de verdade.

O primeiro são os falsificadores de remédio. Tem tanta gente ruim assim no mundo, como essas que visam lucrar falsificando remédios contra o câncer?

Tem.

O povo ilhado em Franco da Rocha, SP, está enfrentado um problema extra: saqueadores. Eles entram nas casas abandonadas às pressas, de barco! As pessoas perdem suas casas, seus móveis, e o pouco que poderia ser salvo é roubado.

E vem mais por aí.

Depois das tragédias, chega a temporada de arrecadação de donativos. Nunca me esquecerei daquela reportagem que mostrou gente indo aos barracões que armazenavam roupas, calçados e cobertores após a tragédia que se abateu sobre Santa Catarina tempos atrás. Gente bem vestida, bem alimentada, escolhendo as melhores peças doadas e levando-as embora, em seus automóveis… gente que se propôs a trabalhar como voluntária, furtando aquilo que deveria distribuir a quem precisa.

Não consigo encontrar um adjetivo adequado para essas pessoas. Ah, como eu queria que o inferno existisse!

Bia Kunze é dentista homecare, consultora em tecnologia móvel e comentarista da rádio CBN.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ Flickr YouTube 

  • Bia, falando de SC. Também teve aquelas reportagens que mostraram que as doações estavam sendo vendidas em lojas, e que garrafas d'agua e comidas estavam armazenadas em depósitos SEM serem distribuídas. Uma vergonha e todas essas pessoas deveriam penar, sim.

  • Cadeia? É o inferno, mas só pobre vai pra lá!

  • Realmente é revoltante.
    A muito tempo decidi não ajudar mais com doaçoes em especie ou material.
    Aqui no Paraná temos um grupo que se organiza sempre que preciso e arregassa as mangas para ajudar ao proximo. Nossa ajuda vai desde brinquedos no natal a operaçoes no Sara Kubscheck. Porem interagimos diretamente com quem precisa, e não através de intermediarios. Tem muita gente que se propoe a doar através de depositos, mas nao porque quer ajudar mas sim porque quer ter a consciencia limpa, tipo "ah, eu fiz a minha parte", e nem liga pra saber se aquele deposito chegou mesmo a ajudar alguem ou foi desviado pelo caminho.
    Gente, ser voluntário é uma coisa maravilhosa, uma experiencia que não tem preço. Aconselho a cada um que ler esse post, experimente o voluntariado, não requer muito esforço. As vezes na sua propria rua existe alguem que precisa de ajuda. Se cada um fizer o que pode, o mundo inteiro fica melhor.

  • Na verdade o inferno hoje é um estado de mente, não um lugar físico (isso só depois do apocalipse, se vc acredita, claro). Então, acredite, essas pessoas já estão no inferno :)
    Por mais que pareça que não.

  • Pingback: Tweets that mention Se o inferno existisse... -- Topsy.com()

© 2013 Powered By Wordpress - Codigo Livre Cast

Voltar para o topo