Refrigerante? To Fora!

Refrigerante? To Fora!

2 de janeiro de 2009 7 Por Ricardo Macari

refrigeranteLi esse artigo em um site sobre saúde e resolvi compartilhar com nossos leitores, afinal muita pessoas ainda desconhecem de forma absurda como um refrigerante pode ser extremamente prejudicial para a saúde. Aproveite que estamos começando um novo ano (2009) e siga como uma resolução.

Querendo perder peso, economizar dinheiro, ou ajudar o meio-ambiente? Deixar o refrigerante pode ajudar a alcançar estes objetivos e mais.

1. Quilinhos a mais. De acordo com um estudo realizado em 2005 por uma universidade do Texas, beber uma ou mais latas de refrigerante, por dia, aumenta o risco de estar acima do peso ou ser obeso em 32%. E se você pensa que beber as opções diet é algo melhor, pense de novo: Os pesquisadores descobriram que quem bebe uma ou mais latas de refrigerantes diet, por dia, aumenta para 54% o risco de obesidade.

2. Risco de diabetes ou doencas do coração. Em 2007, A Associação Americana do Coração (American Heart Association) publicou em seu jornal “Circulation”, um estudo apontando que pessoas que bebem refrigerante todo dia, seja ele normal ou diet, aumentam em 44% o risco de desenvolver sindrome metabolica – uma condição que aumenta o risco de doenças do coração e diabetes.

3. Prejudica o meio-ambiente. Acredite ou não, a maioria das pessoas ainda não recicla as latas que utiliza. De fato, a estimativa é que cerca de 50 billhões de latas e garrafas de refrigerante são jogadas no lixo comum, todo ano. Mesmo que você recicle, ainda é necessário muito gasto de energia para recolher e processar.

4. A sede continua. Em se tratando de matar a sede, água é sempre a melhor opção, mas alguns sucos e chás naturais também podem ajudar. Refrigerante, por outro lado, irá apenas aumentar sua sede porque cafeina é diurético e açúcar interfere na capacidade do corpo de absorver liquidos.

5. Piora a digestão. O efeito do refrigerante na digestão é continuamente debatido, mas especialistas afirmam que o ácido fosfórico que os refrigerantes possuem pode alterar o equilibrio do ácido alcalino presente no estomago. O resultado desse desequilibrio, para os usuários de refrigerante, seria o risco do desenvolvimento de problemas estomacais, como o refluxo, inflamação, erosão intestinal e outros.

6. É um vício. Um estudo recente, publicado no Arquivos da Medicina de Familia (Archives of Family Medicine) revelou que os fabricantes de refrigerante incluem cafeína em seus refrigerantes por somente uma razão: para viciar o consumidor. Mesmo que este tipo de vício possa parecer bom, os especialistas rapidamente apontam a cafeína como estimulante, e assim que viciado, os sintomas aparecem: fadiga, depressão, irritabilidade, tremores, falta de sono, dores de cabeça, entre os mais relatados.

7. Não alimenta. 600 ml de refrigerante contém em média 250 calorias, e agora olhe para embalagem do refrigerante, e você não encontrará vitaminas ou minerais. De fato, as únicas coisas que um refrigerante possui são açúcar e cafeína-dois ingredientes não recomendados para uso diário, por diversos órgãos de saúde.

8. Prejudica seus dentes e óssos. De acordo com um recente estudo feito pela Universidade Tufts, mulheres que bebem refrigerante diariamente possuem menos 5% de densidade óssea que mulheres que não bebem refrigerante. Como explicado pelos pesquisadores, o ácido fosfórico, presente no refrigerante, impede que o calcio seja absorvido pelo corpo. E claro que os dentes são afetados também: Um estudo publicado em 2006 pela General Dentristry, relatou que o ácido cítrico e/ou fosfórico presentes nos refrigeranrtes são corrosivos para os dentes.

9. Aumenta o risco de cancer. No calor da controvérsia, cientistas afirmam que o refrigerante aumenta o risco de cancer. Um estudo feito em 2006 pelo Instituto Karolinksa (Suécia) dá suporte a teoria: Pesquisados que bebem grandes quantidades de refrigerantes baseados em xarope (colas), aumentam em 90% a chance de desenvolver cancer pancreático que aqueles que não bebem.

10. É caro. Comparado ao suco ou leite podem parecer baratos, mas quando você considera a ausencia de valor nutricional, os refrigerantes parecem mais um roubo. E mantenha em mente que o custo dos refrigerantes sobe rapidamente. O custo médio de uma lata de refrigerante é de R$ 2,70, e se você consome duas latas por dia, em um ano seu gasto será de aproximadamente de R$ 1.970,00.

Tradução livre por Ricardo Macari de artigo retirado do site QualityHealth.

Ricardo Macari

Podcaster Brasileiro, Consultor em TI, Empreendedor e Livre Pensador.

More Posts - Website - Twitter - Facebook - LinkedIn - Flickr - YouTube